Ilha de Toque Toque Eco Boutique Hotel

Compostagem: o que é, como fazer e quais os benefícios para o meio ambiente

A compostagem é uma técnica de reciclagem de resíduos orgânicos, que consiste em transformá-los em adubo rico em nutrientes, que pode ser usado na agricultura, na jardinagem ou no paisagismo.

Trata-se de um processo natural e biológico, que envolve a ação de microrganismos, como bactérias e fungos, que degradam a matéria orgânica em condições adequadas de umidade, temperatura e oxigênio.

Continue sua leitura e sabia mais sobre os benefícios da compostagem para o meio ambiente e como compostar.

Por que compostar?

A compostagem traz diversos benefícios para o meio ambiente e para a sociedade, como:

  • Reduz a quantidade de lixo orgânico que vai para os aterros sanitários, diminuindo as emissões de gases de efeito estufa, como o metano, que contribuem para o aquecimento global;
  • Economiza recursos naturais, como água e energia, que são usados na coleta e no transporte do lixo.
  • Produz um adubo natural e de qualidade, que melhora as propriedades físicas, químicas e biológicas do solo, aumentando a sua fertilidade e a sua capacidade de reter água e nutrientes.
  • Evita o uso de fertilizantes químicos, que podem causar poluição do solo e da água, além de afetar a saúde humana e animal.
  • Promove a educação ambiental, conscientizando as pessoas sobre a importância da separação e do reaproveitamento dos resíduos orgânicos.

Como fazer compostagem?

Existem diferentes formas de fazer compostagem, dependendo do tipo e da quantidade de resíduos orgânicos que se quer reciclar.

A forma mais comum é a compostagem doméstica, que pode ser feita em casa, em apartamentos ou em espaços comunitários.

Confira o que você vai precisar para fazer compostagem doméstica:

Uma composteira

Um recipiente com tampa, que pode ser feito de plástico, madeira ou metal, onde os resíduos orgânicos serão depositados. A composteira deve ter furos ou aberturas para permitir a entrada de ar e a saída do excesso de líquido.

Minhocas

Elas são responsáveis por acelerar o processo de decomposição da matéria orgânica, transformando-a em húmus. As minhocas mais indicadas para a compostagem são as vermelhas da Califórnia (Eisenia foetida) ou as vermelhas do Brasil (Eisenia andrei).

Matéria orgânica seca

São materiais como folhas secas, serragem, papel ou papelão picado, que servem para cobrir os resíduos orgânicos e manter o equilíbrio entre o carbono e o nitrogênio na composteira. A matéria orgânica seca também ajuda a controlar a umidade e a temperatura da composteira.

Resíduos orgânicos

São os restos de alimentos como frutas, verduras, legumes, cascas de ovos, borra de café, saquinhos de chá etc. É importante evitar colocar na composteira alimentos como carnes, laticínios, gorduras e óleos, pois eles podem atrair pragas e causar mau cheiro.

Passo a passo para fazer compostagem doméstica

Esse é o passo a passo para você fazer a compostagem doméstica:

1. Escolha um local arejado e protegido do sol e da chuva para colocar a sua composteira. O ideal é que ela fique próxima à cozinha ou à área de serviço, para facilitar o descarte dos resíduos orgânicos.

2. Coloque uma camada de matéria orgânica seca no fundo da composteira, com cerca de 10 cm de espessura. Essa camada vai servir como drenagem para o excesso de líquido que será produzido na decomposição.

3. Adicione uma camada de minhocas sobre a matéria orgânica seca. Você pode comprar as minhocas em lojas especializadas ou conseguir com alguém que já faça compostagem.

Agora que você já sabe o que é, como fazer e quais são os benefícios da compostagem, continue sua leitura e conheça 5 hotéis sustentáveis para se hospedar pelo mundo. Temos certeza que eles têm composteira por lá!

Open chat