Hotel sustentável: dá para ser eco-friendly e rentável?

Estar sempre no topo das tendências da indústria hoteleira e proporcionar uma excelente experiência aos hóspedes, mantendo os custos baixos, é a chave para a sobrevivência de qualquer hotel. Felizmente, a demanda crescente pela hospedagem em um hotel sustentável é uma grande oportunidade de conseguir atingir esses três objetivos.

Para você ter uma ideia, 83% dos entrevistados de uma pesquisa do Booking.com feita durante a pandemia de covid-19 disseram que querem viajar de forma mais sustentável agora. Mais da metade dessas pessoas citou a pandemia como a principal razão de estarem mais conscientes de seu impacto sobre o meio ambiente e sobre as comunidades locais.

E não é só isso! Um estudo da Amex revelou que 68% dos consumidores agora buscam apoiar as marcas de viagens com práticas sustentáveis. O reflexo de tudo isso pode ser visto na plataforma TripAdvisor, que tem uma página listando somente hotéis eco-friendly.

Mas será que um hotel sustentável também pode ser economicamente viável? O que fazer para ser eco-friendly e lucrativo ao mesmo tempo? Leia este post e descubra!

Mitos e conceitos errados sobre ser um hotel sustentável

Existem muitos mitos e conceitos errados a respeito da ideia de transformar um hotel em um estabelecimento realmente sustentável, no sentido mais amplo que esse conceito traz. Uma das ideias mais incorretas acerca do tema é que ser sustentável custa mais caro.

Enquanto algumas práticas eco-friendly podem custar mais, como a compra de alimentos orgânicos, muitas condutas focam na redução do consumo de recursos e na geração de resíduos, o que economiza dinheiro.

Um investimento inicial pode ser necessário para remodelar ou substituir a infraestrutura, como a instalação de painéis para geração de energia solar, mas isso deve se pagar com o tempo.

Dependendo de onde você estiver, talvez você também consiga obter subsídios para fazer melhorias sustentáveis. Seja como for, é importante ter uma visão a longo prazo: ser um hotel sustentável não deve ser apenas uma tendência, mas sim parte integrante do seu modelo de negócios. Pense em qualquer despesa como um investimento em uma perspectiva de futuro.

Outro mito é dizer que um hotel sustentável sacrifica a qualidade da experiência dos clientes durante a hospedagem. Entenda que reduzir o uso de energia não significa proibir os hóspedes de usarem o ar-condicionado, mas sim aproveitar aparelhos e sistemas de monitoramento inteligentes para personalizar e otimizar o uso de energia. Dessa maneira, é possível manter o conforto dos hóspedes e os custos baixos para o hotel.

Ideias eco-friendly que realmente reduzem custos

Para ser um hotel sustentável e reduzir custos ao mesmo tempo é preciso diminuir o uso de plástico. Aqui no Ilha de Toque Toque Eco Boutique Hotel, não usamos mais nada de plástico (copos, canudos, nada!). Instalamos filtros de água nas suítes em substituição às garrafas plásticas e nossas lixeiras não usam mais saquinhos plásticos.

Gerar energia por meio de fontes renováveis é outra ideia considerada um investimento, pois o retorno é garantido no longo prazo. Por aqui, utilizamos painéis fotovoltaicos para produção de energia solar.

Outras boa prática é incentivar os próprios hóspedes a reduzirem o consumo de água, um recurso natural tão importante para o planeta. Isso pode ser feito eliminando a troca diária de lençóis e toalhas, caso seus clientes estejam de acordo, é claro.

Quer saber mais sobre turismo sustentável? Continue sua leitura e saiba como práticas sustentáveis aumentam a competitividade dos negócios.